Fundada a 17 de agosto de 2007 por Carolina Marcello, Joana Coutinho e Paulo Brás, encerrou a sua atividade enquanto revista erótica a 17 de agosto de 2013, reabrindo a 12 de dezembro do mesmo ano como plataforma do projeto A MULHER É O FUTURO DO HOMEM.

A arte de estender os braços


«‘Descobri que a única coisa que me interessa a fundo é escrever, o resto é vivido por causa disso. Ou seja, tudo o que me interessa a fundo é viver, o resto vai ser escrito por causa disso.’ Pensei que estivesse a gozar comigo, mas ela sentou-se na borda da cama a fumar um cigarro e explicou que dias antes comprara as obras completas de Camilo Castelo Branco e empilhara esses livros todos na lareira e lhes tinha largado fogo. A chaminé estava suja, as chamas subiram muito alto (…). Quando os bombeiros quiseram saber o que tinha sido queimado na lareira, ela – paraît’il – respondeu qualquer coisa como ‘Fiz uma fogueira de assassinar o Pai.’»

Performance de Paulo Brás, a partir de «A noite e o riso» (1969), de Nuno Bragança, no âmbito das I jornadas de verão do Grupo de Estudos Lusófonos «Quando tudo arde: estendo as mãos e responde-me cinza».

02.07 | 19h30 | La Bohème entre amis

Sem comentários: