Fundada a 17 de agosto de 2007 por Carolina Marcello, Joana Coutinho e Paulo Brás, encerrou a sua atividade enquanto revista erótica a 17 de agosto de 2013, reabrindo a 12 de dezembro do mesmo ano como plataforma do projeto A MULHER É O FUTURO DO HOMEM.

Ricardo Braun por Ricardo Braun

[1]

o mundo já não vai lá com citações

*

vem um senhor a este café
que tem os olhos do Heiner Müller

*

tenho de trabalhar um nadinha
na minha transparência

*

hoje estou triste dos olhos
por ausência

*

não há tempo para subtilezas

*

nada de sensato acontece
à uma e vinte e nove da manhã

*

o Daniel Day-Lewis
está a envelhecer muito bem
e isso devolve-me alguma esperança
no mundo

*

eu não sei ser mais
nem menos subtil do que isto

*

o truque é nós
darmos a impressão de que estamos a falar
sobre uma coisa
e afinal estamos a falar
mesmo sobre ela

*

é de facto uma pena
nós encontrarmo-nos assim
sem termos tido tempo
para acertar ficções

*

é tudo um processo de encriptação
um processo de disfarce
um processo de encriptação perpétua

*

de certeza que há uma canção
precisamente sobre isto

*

(um breve intervalo de oração
neste momento
para que o Garrel não envelheça tão mal
como o padrinho dele)

*

tanta água já na estrada
e ainda nem confirmámos
o inverno

*

como é óbvio
se não fosse um assunto puramente privado
eu não o referia aqui no Facebook

*

de qualquer forma
mantenho tudo o que não disse

*

a hipérbole é o único sítio
em que eu tenho sempre razão

*

falar sobre uma pessoa de um determinado país
com a única outra pessoa desse país que se conhece
e esperar não sei muito bem o quê

*

o meu set vai consistir de três canções
no fim das quais
serão abertas as portas

*

(o Delon é um dos poucos
do cinema europeu
que não envelheceu terrivelmente
e isso é uma pequena vitória
contra a fome dos espelhos)

*

a secção de poesia em língua estrangeira
da FNAC de Matosinhos
é um separador de metal
colado a outro separador de metal

*

quero aproveitar para espalhar o boato
de que morri

*

há sempre algo de trágico
em qualquer coisa que se manifesta em nós
de forma mais evidente
do que nas outras pessoas

Sem comentários: