Fundada a 17 de agosto de 2007 por Carolina Marcello, Joana Coutinho e Paulo Brás, encerrou a sua atividade enquanto revista erótica a 17 de agosto de 2013, reabrindo a 12 de dezembro do mesmo ano como plataforma do projeto A MULHER É O FUTURO DO HOMEM.

Subterrâneo: o corpo distribuído (Fábio Lopes)


11.01 | NEC | 21:30

A performance-instalação «O corpo distribuído» parte da investigação dos conceitos-base e criação do elemento textual e respetiva dramaturgia para o macroprojeto «Subterrâneo», a estrear em março no Teatro do Campo Alegre.
Apesar de a apresentação funcionar como síntese de um processo ainda em construção (continuando em residência artística na Companhia Instável/Lugar Instável), este microprojeto assume-se como um gesto artístico autónomo, constituído por diferentes dispositivos, nomeadamente a exibição de excertos do filme «Mates», de António da Silva.
O espaço da residência artística no Núcleo de Experimentação Coreográfica e sua envolvente influenciam a forma como a performance se desenvolve. A adaptação da estrutura mental aos recantos, aberturas e ligações arquitetónicas da sala 6x6 transformam o espaço num local de memória descritiva de referências, substituindo a anatomia do performer pela sua visão.

+ Fábio Lopes
http://revista-aberta.blogspot.pt/2012/10/subterraneo-fabio-lopes.html
http://revista-aberta.blogspot.pt/2012/10/subterraneo-fabio-lopes-ii.html
http://revista-aberta.blogspot.pt/2012/12/subterraneo-fabio-lopes-iii.html

Sem comentários: