Fundada a 17 de agosto de 2007 por Carolina Marcello, Joana Coutinho e Paulo Brás, encerrou a sua atividade enquanto revista erótica a 17 de agosto de 2013, reabrindo a 12 de dezembro do mesmo ano como plataforma do projeto A MULHER É O FUTURO DO HOMEM.

Madrigal (Miguel-Manso)

gosto quando pões a quinta porque me tocas na perna com o nó dos dedos

6 comentários:

Aónia Campónia disse...

Consegui criar logo uma imagem (obviamente em movimento) idêntica à que penso ter existido pré este texto! O apoio.

Ainda, impossível não me lembrar (de uma coisa menos bonita, mal da internet e) da velocidade cinco da mulher melancia.

pedro b disse...

"a velocidade 5 ensinei para você(i)s, agora eu quero ver a velocidade 6!"

não fosse o comentário anterior e teria conseguido ver apenas o nó dos dedos...

Brás, Paulão disse...

http://revista-aberta.blogspot.com/2008/02/prolas-e-porcos.html

Aónia Campónia disse...

Não conhecia esse poema - é da mulher melancia?

Fiquei muito contente com a minha visão rápida, portanto achei caridoso partilhar.

pedro b disse...

visão rápida, sim. concordo!

é uma música da própria mulher melancia. chama-se velocidade 6.

Aónia Campónia disse...

Quando esfcrevi "visão rápida", queria mesmo fazer referência ao imediatismo com que a imagem surgiu na minha cabeça, sentindo-me bastante orgulhosa desta capacidade.

Fantástico, não sabia que ela também tinha músicas, pensei que aquela seria apenas uma frase dita em algum momento, que se podia aproveitar para espetar num manjerico de São João. Hei de procurar.